,
OPERAÇÃO BARBAQUÁ

Ação conjunta das Polícias prende 15 pessoas em Canoinhas e Três Barras

Delegado Welliton Marlon Bosse, da DIC, atualiza dados da operação que aconteceu na manhã desta quinta-feira, 5.

Bruna Werle
Foto: ASCOM/BPM

Na manhã de ontem, 5, a Polícias Civil e Militar, o Ministério Público e Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) iniciaram a operação na cidade de Canoinhas. De acordo com o Delegado Welliton Marlon Bosse, da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Canoinhas, a operação ainda está em andamento.

A operação denominada Barbaquá foi resultado de cinco meses de investigação policial, cujos trabalhos foram presididos pela DIC de Canoinhas em conjunto investigativo, técnico e operacional com o 3º Batalhão de Polícia Militar de Canoinhas (BPM), por meio da Agência de Inteligência e Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam).

A investigação e a operação conjunta buscaram reprimir a prática de inúmeros crimes relacionados à facção criminosa, sobretudo tráfico ilícito de drogas, armas e homicídios. Dos mandados de prisão preventiva expedidos, seis foram cumpridos nas Cidades de Canoinhas e Três Barras. Ainda, dos cinco mandados de internação de menores infrator, três adolescentes foram capturados pelas equipes policiais.

Além das prisões e internações, outras seis pessoas restaram presas em flagrante por tráfico ilícito de drogas, dentre outros delitos. Foram cumpridos, no total, 36 mandados de busca e apreensão e estão presas 15 pessoas. "Foi também apreendido uma quantidade significativa de maconha e pasta base de cocaína (PBC), provavelmente vinda de fora do país, que é usada na fabricação do pó da droga", relata o delegado.

A operação foi deflagrada, simultaneamente, nos municípios de Canoinhas, Três Barras, Joinville, Araquari e Garuva, contando com a participação de aproximadamente 110 policiais civis, 85 policiais militares e 20 integrantes da força tarefa do Gaeco de Joinville. Em Canoinhas e Três Barras, participaram 50 viaturas da Polícia Militar e o apoio aéreo ficou a cargo do helicóptero da Polícia Civil, SAER, deslocados da Cidade de Criciúma.

Cooperaram nos trabalhos, além da 22ª Delegacia Regional de Polícia de Canoinhas e do 3° Batalhão de Polícia Militar de Canoinhas, as delegacias regionais de Mafra, São Bento do Sul, Porto União, Lages, Caçador, Joaçaba, Campos Novos, Xanxerê, Joinville e São Lourenço do Oeste. Pela Polícia Militar, igualmente, integraram os trabalhos a Guarnição Especial de Mafra e a 1ª Cia de Porto União. Compondo os trabalhos, participaram dos cumprimentos o GAECO de Joinville e o Batalhão da Polícia Militar de Joinville.

Homenagem

O nome da operação, Barbaquá, foi uma homenagem ao aniversário do Município de Canoinhas, que é comemorado no próximo dia 12, completando 108 anos. Barbaquá se refere à técnica antiga de sapecar e produzir a erva-mate, matéria prima referência do Município.




correiodonorte





site cópia não autorizada.png

JORNAL CORREIO DO NORTE - Rua Três de Maio, 364, Centro, Canoinhas-SC - (47) 3622-1571 - Whats: 47 9 8865-7880

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio do Norte