,
Coronavírus

Ruas e unidades de saúde de Canoinhas continuarão a ser higienizadas semanalmente

Estão recebendo a higienização os locais onde há mais acesso de pessoas, como as unidades de saúde, bancos, lotéricas, farmácias e alguns mercados

Foto: Moises Gonçalves

Desde o dia 22 de março a Secretaria de Saúde do Município de Canoinhas, o Corpo de Bombeiros e o Instituto Federal de Santa Catarina estão trabalhando em conjunto para desinfetar as ruas da cidade. "O trabalho vai continuar", assegura o prefeito Beto Passos.

O Governo do Município de Canoinhas está sendo responsável pela compra do produto para a higienização e o Corpo de Bombeiros pela execução do trabalho. 

Estão recebendo a higienização os locais onde há mais acesso de pessoas, como as unidades de saúde, bancos, lotéricas, farmácias e alguns mercados. De acordo com o coordenador dos bombeiros comunitários de Canoinhas, o sargento Rogério dos Santos Piechontkoski, o trabalho está sendo realizado após as 18h nas terças e sextas, priorizando roteiro previamente definido. 

"A higienização é para reduzir a possibilidade de contaminação. Faremos tudo o que for possível para preservar vidas", assegura o prefeito Beto Passos. 

Todo o processo está sendo acompanhado desde o início pelo químico industrial de alimentos Luciano Heusser Malfatti, professor de Ciência e Tecnologia de Alimentos do Instituto Federal de Santa Catarina. O profissional treinou a equipe de aplicação e também está orientando sobre quais produtos podem ser aplicados e como utilizá-los.    

Malfatti explica que o produto usado é o quaternário de amônia: "ele tem baixa toxicidade e baixo efeito corrosivo. Portanto, não tem ação nociva em animais e humanos. Inclusive esse produto é muito utilizado para higienização de equipamentos em indústrias de alimentos, agroindústrias, pet shops, clínicas médicas e veterinárias", garante o químico. 

De maneira bem simplificada, o quaternário de amônia quebra/dissolve a camada que reveste o vírus. "Essa camada é composta de lipídeos (gordura) e proteínas, então o RNA (material genético) do vírus fica exposto e é eliminado", explica. 

A Secretária de Saúde, Kátia Oliskowski, lembra que as medidas de higiene de cada pessoa, em casa ou no trabalho, reforçam as ações do Município. "Ainda não há estudos que comprovem a eficácia, mas a higienização em qualquer ambiente traz ganho para a nossa saúde e a higienização das ruas também pode ser uma manobra eficaz. Pois sabemos que o vírus sobrevive por algumas horas em superfícies porosas".





CN Online -Lateral.jpg


correiodonorte


site cópia não autorizada.png

teste 6.jpg

JORNAL CORREIO DO NORTE - Rua Três de Maio, 364, Centro, Canoinhas-SC - (47) 3622-1571 - Whats: 47 9 8865-7880

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio do Norte