,

CASAN reforça orientações sobre ligação ao novo sistema de esgoto de Canoinhas

02 Março 2018 14:08:00

Com assessoria

CANOINHAS - Com obras concluídas e já em início de operação do primeiro sistema público de esgotamento sanitário de Canoinhas, a CASAN reforça orientação aos moradores. 

Desde o final de novembro do ano passado os proprietários estão autorizados a realizar a conexão das residências à rede de coleta. Para isso, devem direcionar o fluxo de esgoto para a Caixa de Inspeção que foi implantada na frente do imóvel. A partir dessa ligação é recomendável desativar e enterrar fossa e sumidouro, para evitar formação e acúmulo de gases.

A Caixa de Inspeção é o ponto que marca até onde a CASAN terá responsabilidade sobre o sistema. Na parte interna, cabe ao morador providenciar as adaptações para que possa ser atendido com o sistema público de coleta e tratamento de esgoto. Os custos de mão de obra e com materiais hidráulicos usados internamente também são responsabilidade do morador. 

"O proprietário deve buscar o auxílio de um encanador ou de um instalador hidráulico para verificar a sua tubulação de esgoto e para realizar a conexão com o sistema da CASAN", explica o chefe da agência da CASAN de Canoinhas, Herbert Grosskopf Junior.

A CASAN realizou um curso gratuito para encanadores e instaladores hidráulicos sobre a correta ligação ao sistema de esgoto e conta com uma lista de profissionais em sua agência, para indicação aos moradores. A Agência também pode atender dúvidas e repassar orientações iniciais pelos telefones (47) 3622-4451 / 3622-4215. Apesar do curso ministrado, a CASAN não tem como se responsabilizar pelo trabalho dos profissionais contratados pelos proprietários de imóveis.

"É verdade que são necessários gastos iniciais, mas é importante lembrar que os moradores não terão mais problemas com fossas entupidas, não precisarão mais acionar caminhões limpa-fossa e ainda valorizam o imóvel pois está localizado em região com coleta e tratamento", explica Herbert.

Com a operacionalização do sistema de esgoto de Canoinhas a CASAN passou também a cobrar por esse serviço, que equivale a 100% da fatura de água.

O Sistema de Esgotamento Sanitário de Canoinhas beneficia aproximadamente 9 mil moradores de 56 ruas do município. O investimento total, incluindo a ETE, a rede coletora e demais componentes da obra, totaliza R$ 26,6 milhões.

O SES Canoinhas faz parte de uma vasta carteira de obras de esgoto que estão permitindo que Santa Catarina deixe a incômoda 23ª posição no ranking nacional de cobertura de esgoto, alcançando o quarto lugar até 2019. Só em esgotamento sanitário a Companhia está investindo R$ 1,6 bilhão, com a meta de elevar de 19% para 49% a cobertura de coleta e tratamento no Estado.

 Saiba Mais:

Esgotamento Sanitário: entenda a importância do serviço de coleta e tratamento:

O que é esgoto?

Chamamos de esgoto a água que resulta do banho, da descarga do vaso sanitário, da lavação de louças e de roupas, entre outras atividades. Os resíduos líquidos das residências formam os esgotos domésticos, e os de fábricas recebem o nome de esgotos industriais.

O que há no esgoto doméstico?

O esgoto das residências é composto por 99,9 % de água, 0,1% de sólidos e inúmeros organismos vivos, como bactérias, vírus, vermes e protozoários, que são liberados junto com os dejetos humanos.

Por que o esgoto precisa ser tratado?

O sistema de coleta e tratamento evita a contaminação das pessoas e a transmissão de doenças. Além disso, é fundamental tratar o esgoto para conservar os ambientes naturais, pois o despejo de esgoto nas águas dos rios ou no mar provoca poluição e pode provocar a morte de peixes e de outros seres aquáticos. A destinação inadequada de esgoto é uma das principais causadoras da poluição do solo, de águas subterrâneas, de mananciais de superfície e de cursos d'água.

O que é sistema coletivo de esgotos?

Em um grande número de residências o que ocorre é o tratamento individual, que é feito nas fossas e sumidouros. Nos sistemas coletivos administrados pela CASAN, o esgoto é coletado em cada imóvel, passa por uma rede de tubulações e é levado para ser depurado em uma estação de tratamento. Só depois retorna à natureza.


Qual a importância de um sistema público de esgotamento sanitário?

São diversos benefícios, especialmente à saúde. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que 70% da mortalidade infantil até cinco anos é motivada por doenças que poderiam ser evitadas com uma adequada estrutura de saneamento.

Além disso, o tratamento em larga escala nas cidades é fundamental para preservação dos mananciais, onde a água é coletada para abastecimento da população.

Há ainda benefícios do ponto de vista econômico, com valorização dos imóveis, redução dos gastos com tratamento de doenças (estudos apontam que para cada R$ 1 investido em saneamento básico há uma redução de cerca de R$ 4 a R$ 5 nos gastos com medicina curativa) e estímulo a atividades de lazer e de turismo.


Imagens



correiodonorte



SEPARADOR COLUNISTAS.png


site cópia não autorizada.png

JORNAL CORREIO DO NORTE - Rua Três de Maio, 364, Centro, Canoinhas-SC - (47) 3622-1571 - Whats: 47 9659-4455

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio do Norte