,
Três Barras

Saúde da Mulher pauta palestras com beneficiários de programas sociais e pessoas interessadas em Três Barras

Campanha Outubro Rosa visa promover a prevenção e a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo de útero

Foto: Reprodução

A convite da Rede Municipal de Atendimento à Criança e Adolescente de Três Barras, o formando do Curso Técnico de Enfermagem, Ruan Caitano, ministrou palestras aos beneficiários de programas sociais do município e pessoas interessadas na quinta-feira, 10. 
Em alusão à Campanha Outubro Rosa, que visa promover a prevenção e a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo de útero, o também estagiário da Fundação Hospitalar da cidade abordou o tema central "Saúde da Mulher". 
Com auxílio de dados estatísticos e imagens ilustrativas, Ruan conceituou a realidade da saúde no país. Falou sobre a importância de fazer o exame Papanicolau (preventivo) pelo menos uma vez ao ano e o alto exame das mamas, principalmente na hora do banho. "Pois ao massagear os mamilos, a mulher consegue diagnosticar mesmo que de maneira precoce, se há a existência ou não de um possível caroço. A mulher precisa se conhecer, se tocar, saber como é o seu corpo", alertou o palestrante. 
Em outro momento também discorreu sobre os vários tipos de violência sofrida pelas mulheres, começando pela física, passando pela moral e finalizando com a psicológica. 
Tendo como base o cronômetro da violência no Brasil, o palestrante informou que um estupro acontece a cada 11 minutos e uma mulher é brutalmente assassinada a cada duas horas no país. Segundo ele, 503 mulheres são vítimas de agressão a cada hora e cinco espancamentos são registrados a cada dois minutos. 
Pela manhã, o evento reuniu os moradores do distrito do São Cristóvão no Anfiteatro Vereador Milton Miguel. À tarde, a palestra foi no auditório das secretarias de Saúde e Educação, mas para as pessoas da região central, bairros e interior do Município. Além das palestras, houve dinâmicas e outras formas de interatividade com o público. O evento teve o respaldo do Governo de Três Barras, por meio de suas secretarias municipais.
Procura foi baixa, diz assistente social
Antes de cada uma das palestras, a assistente social e coordenadora da Rede, Amabile Holm, rebateu críticas postadas em redes sociais de que o Município não estaria ofertando mamografias e exames preventivos às mulheres. 
Lembrou que entre os meses de julho e setembro de 2018, a cidade recebeu uma unidade móvel do Sesc Saúde da Mulher, quando foram disponibilizados dois mil procedimentos através de uma parceria fechada com a Prefeitura, por meio da secretaria de Saúde. 
Apesar da gratuidade e ampla divulgação na imprensa e nas unidades básicas de saúde, que também realizaram os agendamentos, a adesão das mulheres foi aquém das expectativas. "A procura foi baixa durante todo o período", garantiu. 
Das mil mamografias ofertadas, por exemplo, 548 foram agendadas e 453 realizadas durante o mutirão. Houve 93 faltas e dois exames não puderam ser concluídos. "Ou seja, sobraram mais de 500 exames pelo pouco interesse das mulheres em fazer o procedimento", frisou. 
Os outros mil exames disponibilizados foram o de Papanicolau (preventivo), com 517 agendamentos feitos e 343 realizados. Mulheres faltantes totalizaram 150. 
A assistente social ainda reforçou a informação de que a saúde publica municipal zerou a fila de espera de mamografias na faixa etária dos 50 a 69 anos. 
Levantamento divulgado pela secretaria de Saúde, na quinta-feira (10), aponta que entre os anos de 2018 e 2019 o Município liberou 622 mamografias e 2497 exames preventivos de colo de útero.  





CN Online -Lateral.jpg


correiodonorte


site cópia não autorizada.png

teste 6.jpg

JORNAL CORREIO DO NORTE - Rua Três de Maio, 364, Centro, Canoinhas-SC - (47) 3622-1571 - Whats: 47 9 8865-7880

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio do Norte