,

São Mateus do Sul: Série de incêndios assusta e preocupa moradores

Em menos de um mês foram seis incêndios, três a lojas do centro da cidade

Loja na rua Agenor Nascimento, entre a avenida Ozy Mendonça de Lima e Tenente Max Wolff Filho
Foto: Facebook/Reprodução

 Os pouco mais de 40 mil moradores de São Mateus do Sul, a 40 km de Canoinhas, estão assustados. Em pouco mais de um mês foram seis incêndios registrados na cidade, três em estabelecimentos comerciais.

No caso da Denelar, incendiada em 3 de março, os cinco irmãos que administram a loja perderam tudo. “Você vê toda aquela tragédia, todo o trabalho de alguns anos queimado, é uma sensação bem pesada”, diz Leonardo Staniszewiski, sócio da loja.
Com as chamas, o telhado da garagem desabou e atingiu quatro carros que pertenciam aos irmãos. “Eu prefiro acreditar que isso seja ocasionado por um curto-circuito”, diz Gilberto Staniszewiski.
Os três últimos incêndios aconteceram há duas semanas.
Na quinta-feira, 3, o Feirão de Colchões Leonardo, que fica na avenida Ozy Mendonça de Lima, próximo à agência do Banco Itaú, foi destruído pelo fogo.
Dois dias depois o fogo começou na casa que fica em cima de uma loja na rua Agenor Nascimento, entre a avenida Ozy Mendonça de Lima e Tenente Max Wolff Filho. O estoque da loja foi danificado pelo fogo.
No dia seguinte, uma casa pegou fogo na rua Roberto Angewitz, no bairro Usina Velha.
 
INVESTIGAÇÃO
A Polícia Civil de São Mateus do Sul está investigando os casos. Os laudos da perícia devem ficar prontos até o final de abril. Enquanto isso, o delegado Nagib Massif Palma trabalha com algumas hipóteses. “Nesses três incêndios (nas lojas) existem fatores que podem afastar a suposição criminosa. Os prédios são antigos, com instalações antigas, e testemunhas não viram ninguém suspeito próximo do local. A princípio, os incêndios começaram internamente, o que a criminalística ainda deve nos confirmar”, explica.
Uma obra feita pela Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) também será investigada. A obra está dando picos de luz que chegaram a queimar até mesmo computadores da Delegacia.
A Copel disse que só vai se pronunciar depois de ser notificada oficialmente.

Imagens






CN Online -Lateral.jpg




site cópia não autorizada.png


JORNAL CORREIO DO NORTE - Rua Três de Maio, 364, Centro, Canoinhas-SC - (47) 3622-1571 - Whats: 47 9 8865-7880

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio do Norte