,
VACINA

Municípios da região atingem metas de vacinação contra a gripe influenza

31 Maio 2019 10:00:00

Campanha segue até hoje, com doses disponíveis em todas as unidades básicas de saúde

Bruna Werle
Foto: Reprodução

O primeiro caso de influenza em Canoinhas neste ano foi confirmado na semana passada pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Canoinhas. Durante o final de semana, o paciente, que estava hospitalizado, faleceu. Ele pertencia ao grupo de risco e não havia tomado a vacina. No entanto, espera-se o laudo médico para confirmar o tipo de vírus, onde foi contraído e se a morte foi, de fato, causada pela gripe.

O Ministério da Saúde estabelece uma cobertura vacinal de 90% da população dos municípios. O estado de Santa Catarina atingiu 70,41% do público-alvo de vacinação contra a gripe do tipo A (H1N1 e H3N2) e influenza B, no início desta semana. Porém, mais de 580 mil catarinenses compõe o grupo prioritário e ainda não tomaram a dose.

Em Santa Catarina, 1,39 milhão de pessoas já receberam a vacina. Segundo o Ministério, o público-alvo é composto por 1,98 milhão. O Estado ficou abaixo da média nacional de imunização, que está em 71,62%. Já os municípios que compõem o Planalto Norte Catarinense, na última semana de campanha, deram um exemplo de conscientização e prevenção.

Canoinhas tem uma população alvo a ser vacinada de 16.814 pessoas e já aplicou, até o fechamento desta edição, 13.636 doses, o que representa 81,10% da meta atingida. O município de Três Barras, aplicou 5.614 doses da vacina, ou seja, 86,77%% do público alvo. Em Irineópolis, atingiu 81,65% total de pessoas imunizadas.

O município de Bela Vista do Toldo, está prestes a atingir a meta estipulada pelo Governo. Das 1.724 de pessoas a serem vacinadas, 1.510 já tomaram sua dose, o que corresponde a 87,59% de cobertura. A enfermeira Francieli Costa Colla, da Vigilância Epidemiológica de Canoinhas explica que não há restrições para tomar a vacina. No entanto, no dia em que for se vacinar a pessoa não deve estar com febre.

"Se a pessoa já está com a temperatura corporal elevada, é sinal de que alguma doença já está em curso, podendo ser até uma gripe. Por isso recomenda-se postergar a vacina para outro dia", ressalta.

Nos três municípios o grupo prioritário dos professores da rede pública e privada já superaram a meta: Em Três Barras, já atingiu 105,86%, em Irineópolis 102,08% e em Canoinhas 110,95% da cobertura. Bela Vista do Toldo está próximo de alcançar a meta com 84%.

Outro grupo que já atingiu a meta foram as puérperas, em Três Barras, com 48 doses aplicadas e uma cobertura de 133,33%. Em Irineópolis 13 mães foram receber a vacina, somando 92,86% da meta. Em Canoinhas, o percentual foi de 83,65% e Bela Vista do Toldo das 7 mulheres, apenas uma ainda não se vacinou.

O grupo das crianças de seis meses a menores de seis anos também já atingiu a meta em Três Barras, com 1.544 doses, 91,42% dos pequenos estão imunizados. Irineópolis já vacinou 88,31% crianças. Bela Vista do Toldo atingiu 80,79% do público alvo. Francieli ressalta que município de Canoinhas já vacinou 84,40%. Segundo ela, se a criança apresentar sintomas de gripe, é preferível que se espere para vaciná-la.

"Com as crianças a gente tem de ter um pouco mais de cuidado. Se ela já está com gripe, e se há tempo hábil, é melhor deixar para vacinar depois. Uma vez que o sistema imunológico dela já está com deficiência e a vacina pode ter pouca eficiência", explica a enfermeira.

As pessoas acima de 60 anos, que já receberam as doses da vacina, chegando a 88,91% de cobertura em Canoinhas, 84% em Bela Vista do Toldo, 94,57% em Três Barras e 79,29% em Irineópolis. O município de Bela Vista do Toldo já atingiu as metas nos grupos prioritários de gestantes, trabalhadores da saúde e portadores de doenças crônicas (comorbidades).

Em Três Barras, as gestantes já totalizaram 160 imunizadas, o que equivale a uma cobertura de 72,40%. Os trabalhadores da saúde somam 346 vacinados (84,80%). E outras 1.536 doses foram ofertadas às pessoas portadoras de (comorbidades), ou seja, 71,34% de cobertura deste público.

O enfermeiro Jefferson Davis Wachholz da Atenção Básica da Unidade Central de Saúde de Bela Vista do Toldo ressaltar que a vacina da gripe é feita de vírus inativados, ou seja, ela não transmite a doença. "Ocorre que como a vacina é aplicada numa época em que há muitos vírus respiratórios circulando, as pessoas ficam mais doentes e atribuem os sintomas à vacina, mas a doença que se manifestou foi provocada por outros vírus que não os contidos na vacina", explica.

Em Irineópolis, os grupos de trabalhadores da saúde e gestantes já superaram a meta com 98,43% e 93,10% da população imunizada. As pessoas com comorbidades ainda está em 66,12%. Em Canoinhas, esses três grupos ainda não atingiram a meta, somando pouco mais da metade das gestantes, 66,25 dos portadores de doenças crônicas e 79,77% dos trabalhadores da saúde.

A secretaria de Saúde de Canoinhas alerta a população sobre a importância da imunização. "A gripe é uma doença que deve ser levada a sério, porque mata mais de 650 mil pessoas todos os anos, de acordo com um recente levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS)", lembra a secretária de Saúde, Zenici Dreher. Além de causar aqueles sintomas clássicos como febre alta, nariz entupido, cansaço e dor no corpo, a influenza está por trás de complicações como pneumonia e infarto.

A campanha segue até o dia 31 de maio, na próxima sexta-feira, com as doses disponíveis em todas as unidades básicas de saúde de todos os municípios. Para receber a vacina, no entanto, é necessário que a pessoa apresente a caderneta de vacinação e o cartão Sistema Único de Saúde (SUS).

CUIDADOS

Para evitar pegar doenças respiratórias, o enfermeiro Wachholz afirma que essencial sempre manter alguns hábitos de higiene, como lavar as mãos, utilizar lenço descartável para limpar o nariz, não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas, manter os ambientes bem ventilados e evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe ou resfriado.

"É fundamental também cobrir o nariz ao tossir e espirrar. Mas não use a mão para isso. Cubra o rosto com área interna entre o braço e o antebraço, onde fica o cotovelo. Assim, você evita tocar em objetos com as mãos cheias de vírus que podem contaminar outras pessoas", ensina o enfermeiro.





correiodonorte





site cópia não autorizada.png

JORNAL CORREIO DO NORTE - Rua Três de Maio, 364, Centro, Canoinhas-SC - (47) 3622-1571 - Whats: 47 9 8865-7880

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio do Norte