,

Escola Rodolfo Zipperer aplica projetos de arborização e astronáutica

Alunos plantaram cerca de 450 árvores no pátio da escola e lançaram foguetes com ar comprimido e mistura química

Foguete lançado com a mistura de vinagre e bicarbonato de sódio
Foto: Fábio Rodrigues

 A Escola de Educação Básica Rodolfo Zipperer desenvolveu um projeto com alunos do Ensino Médio e do programa Mais Educação para arborização e jardinagem no ambiente escolar.

Segundo a assistente técnica pedagógica, Tânia Linder, o objetivo também é a mudança da atitude dos adolescentes em relação à natureza. “Nosso ambiente escolar estava sem árvores. Queremos mudar, deixar o pátio mais verde”, explica.
Cerca de 450 mudas de árvores nativas e exóticas foram fornecidas pela MWV Rigesa. Além disso, o projeto reutiliza pneus adquiridos com a própria comunidade.
Para a professora de Arte, Ana Carolina Allage, responsável pelas turmas do Ensino Médio que participaram do projeto, os alunos assimilaram a ideia do cuidado com as árvores plantadas. “Percebemos que, a partir de um tempo, eles mesmos têm autonomia de regar as plantas”, afirma. “Eles vêm à escola para estudar em sala, mas aprendem muito mais quando aplicam os estudos na prática.”
O projeto, que envolve a relação entre homem, natureza e cultura, ainda foi coordenado pela diretora adjunta, Margareth Dambroski, e pela monitora do programa Mais Educação, Mayara Dambroski Maia.
Tânia comenta que alguns dos 150 alunos que participaram do projeto nesta primeira etapa não queriam mexer na terra. Porém, a maioria gostou, ajudou e aprendeu a preparar o solo para o plantio. “Os próprios alunos vão cuidar porque eles estão fazendo a arborização e fazem parte do ambiente escolar.” Entre as mudas plantadas na escola estão ipê, pitanga e aroeira salsa.
 
FOGUETES
Na segunda-feira, 12, o Ensino Médio da EEB Rodolfo Zipperer realizou uma atividade multidisciplinar no Estádio Ditão. Os alunos lançaram foguetes feitos com garrafas PET, tendo como combustíveis o ar comprimido ou a mistura de ácido acético com bicarbonato de sódio.
Os lançamentos eram como competição, buscando o maior alcance horizontal. O objetivo da escola é participar da 8ª Mostra Brasileira de Foguetes, no Rio de Janeiro. O evento é organizado pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB). Os alunos também se preparam para participar da prova da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA).

Imagens





2.jpg

CN Online -Lateral.jpg


1.jpg




site cópia não autorizada.png


JORNAL CORREIO DO NORTE - Rua Três de Maio, 364, Centro, Canoinhas-SC - (47) 3622-1571 - Whats: 47 9 8865-7880

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio do Norte