,

Instituto vai administrar PA de Canoinhas

Contrato emergencial foi assinado nesta semana; Med Kos foi dispensada no final de maio

Carajeleascow e Telma, logo depois da assinatura do contrato
Foto: Edinei Wassoaski/JMais

 O Instituto Acqua, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), é o novo administrador do Pronto Atendimento Municipal de Canoinhas (PA).

A organização passou administrar o plantão médico na unidade na segunda-feira, 2.
Com 15 anos de existência, o instituto que opera em PAs de Cotia, Santo André e São Bernardo, no interior paulista, substitui a Med Kos, empresa cujo dono segue foragido depois que a Polícia descobriu um esquema envolvendo a empresa e falsos médicos para falsificar carimbos e documentos de médicos verdadeiros.
Segundo o diretor técnico do Acqua, o médico Ricardo Carajeleascow, há uma grande preocupação do instituto em demonstrar sua idoneidade depois do escândalo envolvendo a Med Kos. Para tanto, ele, acompanhado da assessoria jurídica e de imprensa, esteve nesta semana em Canoinhas para acertar todos os detalhes do contrato que tem validade de até 180 dias.
O Acqua já alugou uma sala comercial para instalar seu escritório no centro da cidade. Possíveis denúncias contra médicos, por exemplo, poderão ser feitas direto no escritório do instituto. 
 
DIFERENÇA
O Acqua acertou a contratação dos dez médicos que já atendiam no PA pela Med Kos. Dos dez, seis são de Canoinhas e quatro da região. Eles foram contratados como pessoas jurídicas, ou seja, prestadores de serviço e não funcionários do instituto. “Tivemos uma conversa muito franca e todos os médicos entenderam a situação emergencial, todos demonstraram comprometimento com a cidade”, frisa Carajeleascow.
A secretária de Saúde, Telma Bley, frisa que a contratação do Acqua é emergencial e que a prefeitura pretende regularizar a situação do PA antes de vencer o prazo de expiração do contrato, que é de seis meses.
Carajeleascow lembra também que o contrato é de gestão compartilhada entre prefeitura e Acqua. “Não se trata de terceirização”, afirma.
Como Oscip, o instituto terá contrapartida social com o Município. São projetos sociais, de benefício à comunidade, que deverão ser desenvolvidos por parte do Acqua.
 

Imagens






2.jpg

CN Online -Lateral.jpg


1.jpg




site cópia não autorizada.png


JORNAL CORREIO DO NORTE - Rua Três de Maio, 364, Centro, Canoinhas-SC - (47) 3622-1571 - Whats: 47 9 8865-7880

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio do Norte